OCCA PRESENTATION maio3.jpg

Júnior da Paz

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Tumblr Social Icon
  • Instagram

Sou Júnior da paz.

Nasci em Recife, no dia 23 de maio de 1963.


Desde cedo sonhava em ser professor, apaixonado pela história do Brasil. Então formei-me em História pela UFPE, tendo sido monitor da cadeira: História do Brasil Colonial. Foi aí que realizei meu primeiro propósito dando aulas de história em diversos cursos pré-vestibulares e no ensino médio.

Depois de alguns anos em sala de aula sonhei em abrir minha própria escola. Tive a honra de dirigir o Colégio Desenvolver por 20 anos onde aprendi muito de pedagogia, gestão educacional e desenvolvimento artístico-cultural.


Após anos no magistério e conduzido pela sede de conhecimentos sobre a justiça e o direito tornei-me advogado pela Faculdade de Ciências Humanas de Pernambuco. Nunca exerci, pois meu sonho não era operar o direito mas apenas ter acesso ao conhecimento.


Nesse ínterim, apaixonado pela arte e mais especificamente pela música, tornei-me músico pela Ordem dos Músicos do Brasil, com certificação prática, passando a cantar a cultura e a espiritualidade.

Desde então gravei 7 discos - alguns no Spotify, Deezer e Amazon - sendo 3 de forró pé de serra, ligados à música nordestina e 4 de MPB, com músicas ligadas à espiritualidade.


No meio artístico tive o privilégio de conviver com o Mestre Camarão e Dominguinhos, que me incentivaram a gravar, tendo aberto portas importantes como a da Gravadora Galeão, de São Paulo, e músicos de alto nível como Marcelo de Feira Nova, Bruno Cardoso e Sandro Haick.


Por fim, não poderia deixar de falar de minha filosofia de vida: o Espiritismo Kardecista. Ao longo de 40 anos dedico-me ao estudo e à prática dessa ciência extraordinária. Atualmente dirijo uma instituição, o Centro Espírita André Luiz, com frequência de três mil pessoas mensais e 150 voluntários dedicados ao trabalho de assistência social e espiritual.


E, quando eu menos esperava, eis que surgiu no cenário de meus propósitos de vida o Projeto Plena Pace, como uma extraordinária oportunidade de continuar estudando e me preparando para ajudar as pessoas a serem mais felizes.

>

>