OCCA PRESENTATION maio3.jpg

Henrique Foresti

Occa Membership

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Tumblr Social Icon
  • Instagram

Henrique Foresti é mineiro, 

 

Natural de Varginha. É engenheiro de sistemas no CESAR, professor na CESAR School e idealizador da plataforma Roboliv.re. Cursou a escola técnica de Eletrônica na ETE FMC, graduou-se em Ciências da Computação pela UEMG e é Mestre em Engenharia Mecânica pela UFPE. Atua com curadoria de conteúdos dos principais eventos de tecnologia do país e fomenta competições de Robótica. Desenvolve projetos de pesquisa e inovação creditados por diversas instituições de fomento, em especial nas áreas de robôs domésticos,  robótica pedagógica, robôs terrestres, veículos aéreos não tripulados e plataformas de telemetria, processamento e comunicação.

 

Desenvolve junto com a TMED Tecnologia Médica, em um projeto voluntário, um respirador mecânico para ser utilizado por enfermos com corona vírus. Junto com a startup Dr. Sintomas desenvolve o projeto de um robô para triagem de doentes a partir de conversas, com mecanismos de inteligência artificial. Faz parte da equipe que desenvolve o ROMEO, robô para inspeção em ambientes de construção civil. Liderou o time que desenvolveu o primeiro robô recepcionista em Shopping Centers do Brasil, a IARA que fornece informações sobre localização de lojas com voz e gestos no shopping Center Recife.

Foi contemplado com o prêmio Gol Novos Tempos que homenageou empreendedores do Brasil e participou de vários programas de TV como o Sebastiana Quebra Galho e TED - compartilhando Ideias do Canal Futura. Como voluntário, ensinando robótica na escola Poeta Manuel Bandeira, teve o trabalho reconhecido por diversas entidades e uma matéria no programa Fantástico da rede Globo. 

Fundou e liderou o time CESAR-Voxar Labs que com o robô I-ZAK disputou a categoria @home (Robôs Domésticos) da Robocup. Competiu as etapas mundiais da Robocup  em 2015 Hefei - China e 2016 Leipzig - Alemanha e diversas competições no Brasil, sendo campeão Latino Americano em 2014 e 2015. Em 2016 Henrique liderou o time que realizou a Robocup Latin America em Recife PE, um evento com mais de 2000 competidores e um público de 30000 pessoas em 5 dias. Foi coordenador estadual das Olimpíadas Brasileiras de Robótica e apoiou diversos times em competições.  Atuou como consultor no projeto de inclusão de robôs humanoides nas escolas da rede municipal de ensino da cidade do Recife.

Apaixonado por robótica, se destaca na área desde 1995 quando desenvolveu seus primeiros robôs na escola técnica  e teve em 2000, durante a graduação, a primeira matéria em jornal destacando seu trabalho com o HEGG, um robô explorador. 

Palestra nas áreas de empreendedorismo, educação e robótica e atuou como curador de conteúdos de robótica da Campus Party. Coordenou vários eventos como Olimpíadas de Robótica do Senai, proferiu duas palestras em TEDx e foi mentor em diversos eventos de empreendedorismo como StartupWeekend e feiras de empreendedorismo do SEBRAE. 

Coordenou o projeto Robuca, fomentado pelo CAPES-CNPQ, no qual, em parceria com a  Universidade da República do Uruguai, o colégio de aplicação da UFPE e o centro de educação matemática e tecnológica - EDUMATEC, desenvolveu a metodologia de ensino de robótica Roboliv.re.

Foi Líder Técnico da equipe formada pelo CESAR e ITA que desenvolveu veículos aéreos não tripulados para inspeção de linhas de transmissão de energia elétrica da CHESF de 2010 a 2012. Atuou como professor no Senai, UFPE e Escola Técnica de Varginha como monitor ministrou aulas no Unis. Desenvolveu dezenas de projetos de pesquisa no CESAR e na UFPE, atuou como Arquiteto de Sistemas da OI, fazendo a governança de mais de 600 aplicações, desenvolveu o sistema ERP Corpore RM na RM Sistemas, implantou redes de computadores em agencias da Caixa Econômica Federal, desenvolveu sistemas e lecionou lógica de programação na ASF Informática e atuou como auxiliar administrativo no CIEE.  

Henrique é pai do Heitor e da Luna e joga capoeira. Adora andar de bicicleta e acampar com a família. Tem um jipe 1954 e também é apaixonado por offroad e esportes de aventura.

>

>